Agenda SIGA Bebê: SES avalia projetos de geração de renda na Secretaria de Desenvolvimento

B_16192221819001102189“Reduzir a mortalidade infantil é um grande desafio. Não basta ofertar o pré-natal, o parto humanizado, as vacinas e mandar mães e bebês para casa”, diz Maria Cecília Brito, superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES). Em reunião com gestores da Secretaria de Desenvolvimento (SED), ela explicou que a alfabetização das mães é um fator decisivo para o bem-estar das crianças, bem como as condições de trabalho e renda dessas mães.

A reunião é mais uma etapa do programa Goiás Mais Competitivo – que tem projetos como o SIGA Bebê e Mamãe Goiana – e discutiu alternativas para a capacitação profissional de mulheres. O objetivo é estabelecer meios de enfrentamento interssetorial, para impactar os principais indicadores envolvidos nas metas da Saúde no Goiás Mais Competitivo. Educação, formação profissional, acesso à tecnologia de informação e melhoria da renda estão associados à redução das mortalidades infantil e materna e ainda, pela redução das internações por causas evitáveis.

A rede de profissionalização mantida pela SED poderá ser utilizada para cursos diversos em áreas como inclusão digital, aumento da conectividade, corte e costura, cerâmicas, pintura em tecido, oficina de bonecas e objetos em tecido e outros. Além disso, cursos de artes, música e dança costumam ser muito procurados pela população, explicou Soraia Paranhos Neto, gestora do gabinete da Secretaria de Desenvolvimento. “Há uma série de possibilidades, mas faremos um plano de trabalho para atingir melhor as metas propostas pela SES”, disse Soraia.

Segundo a superintendente da SES, Cecília Brito, o trabalho será iniciado em 30 municípios prioritários, onde será definida uma unidade básica de saúde de referência para o projeto. Essa unidade será equipada e qualificada. A partir daí, com as grávidas identificadas e com perfil traçado, será possível agregar as demais estratégias de fortalecimento das mães e famílias.

Fonte: SES/GO

3 Comentários para: “Agenda SIGA Bebê: SES avalia projetos de geração de renda na Secretaria de Desenvolvimento

Deixe uma resposta para Valéria Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>